25 abr

Você sabe qual o perfil do consorciado no Brasil?

Com 7,17 milhões de consorciados ativos, o Sistema de Consórcios tem sido uma opção segura para os brasileiros que desejam realizar seus sonhos, adquirindo bens e serviços. A fim de entender o perfil do consorciado e saber por que ele opta por essa modalidade, a ABAC realizou, em 2015, por meio da Quorum Brasil, mais uma pesquisa de mercado, entrevistando 1.400 consorciados e potenciais clientes de oito capitais brasileiras.

Os dados revelam que o consórcio está cada vez mais forte, mesmo em tempos de instabilidade econômica. Isso indica que o consumidor tem procurado analisar, de forma mais consciente, como poderá concretizar seus objetivos, sem comprometer seus ganhos.

Confira, a seguir, os principais resultados do estudo.

Classe social
De acordo com a pesquisa, a classe C desponta com predominância (44%). Houve, porém, aumento da participação das classes B e A, em relação a 2014, com 26% e 7% dos consorciados, respectivamente. Já a classe D, representa 23% das pessoas que optam por essa modalidade.

Gênero
A pesquisa também revelou que os homens são maioria, representando 60% dos entrevistados. As mulheres, no entanto, estão se tornando mais adeptas ao Sistema, uma vez que o estudo apontou 4% de crescimento na quantidade de mulheres consorciadas em relação à pesquisa de 2014, indo de 36% para 40%. “Essa evolução feminina na modalidade pode ser explicada pelo aumento de seus rendimentos em 5,3%, segundo o IBGE”, avalia Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC. Outros fatores ainda podem justificar a maior participação feminina, como o grande número de mulheres que montam seu próprio negócio – que corresponde a cinco vezes mais do que os homens – ou a volta delas aos estudos com foco no crescimento profissional.

Há também diferenças de gênero quando se trata de aquisição de bens. Os homens correspondem a 73% do público que adquire motocicletas e 70% que compra caminhões. Já as mulheres lideram a aquisição de serviços (58%) e de eletroeletrônicos (55%).

Consórcio, opção para qualquer idade
Apesar de a pesquisa ter revelado uma participação maior das pessoas que têm 50 anos ou mais, com 34% do total da amostra, o Sistema de Consórcios se mostra uma alternativa de investimento para pessoas de todas as idades.

Aqueles que estão na faixa dos 30 a 39 anos representam 26% dos consorciados, ao passo que os que têm 40 a 49 anos somam 23%.  Mesmo os mais jovens, com idade até 29 anos, demonstram interesse em investir no futuro de forma segura e planejada, representando 17% do total.

Um bom investimento
Quando os entrevistados foram questionados sobre a percepção que têm do consórcio, a maioria (66%) afirmou ser um bom investimento. Esse percentual cresceu em relação a 2014, quando ficava em torno de 54%.

Dos potenciais clientes do Sistema, 55% também o consideram um bom investimento e, mais uma vez, houve aumento dessa percepção em relação a 2014, quando o número ficava em 42%.

Vem mais gente por ai!
A pesquisa revela que 64,6% dos potenciais consorciados que pretendem adquirir imóveis e 62,5% dos que planejam comprar automóveis poderão fazê-lo pelo consórcio. Esses números evidenciam o interesse no Sistema de Consórcios como mecanismo importante para quem planeja futuras aquisições de bens ou contratações de serviços, poupando com objetivo definido.

Fonte: www.blog.abac.org.br

Share this